Ninguém para a irmã Lúcia

livro_lucia_att125301Estava eu na Maria Caramelo, a saborear a minha pequena tarte de maçã e frutos vermelhos com crumble e a minutos de ingerir, preguiçosamente, o café dominical, quando resolvi pegar na revista Visão, disponibilizada pela casa, a fim de ler uma crónica de Ricardo Araújo Pereira, escrita naquela a que alguns chamam “antiga ortografia”.

Já que ali estava, resolvi entrar no maravilhoso mundo da ortografia actual e não foi preciso mais do que um instante para, ao passar os olhos por uma reportagem sobre os Xutos, descobrir que, afinal, o refrão “Ninguém pára a irmã Lúcia” se tinha transformado, por obra e desgraça do AO90, em “Ninguém para a irmã Lúcia”.

A verdade é que ninguém para a irmã Lúcia poderia ter tido a importância que teve a Virgem Maria. Talvez fosse essa, afinal, a verdadeira mensagem dos Xutos, mesmo que o não soubessem. Poderemos agradecer o suficiente à nova ortografia? Não poderemos.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Acordo ortográfico com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s