Digam bem de Portugal

As escolas continuam a defrontar-se com problemas cuja origem está na ignorância insensível do ministério alegadamente da Educação. Número insuficiente de funcionários ou aumento de alunos por turma são alguns desses muitos problemas, para não falar de outros que acabam por afectar a vida dos alunos, como o desemprego ou a baixa de rendimentos dos pais.

Hoje, podemos ler duas notícias: uma sobre o atraso na entrega de manuais escolares a alunos carenciados e outra acerca da reunião do Conselho da Diáspora Portuguesa, constituído por portugueses que alcançaram sucesso visível fora do país. Cavaco Silva é o orgulhoso mentor do referido conselho.

Nesta última reunião, o Presidente da República exortou esses portugueses de sucesso a contribuírem para a criação de uma melhor imagem do país no estrangeiro.

Cavaco representa fielmente o portuguesinho mais preocupado em aparentar sucesso, mesmo que, dentro de casa, viva na miséria. Esse portuguesinho, transformado em político, vive angustiado com aquilo que o estrangeiro pensa de nós. O mesmo político, limitado pela linguagem da gestão empresarial, só vê turistas e balanças comerciais.

Enquanto estes parolos do marketing e das grandes frases para exportação tentam vender Portugal, há alunos que mal têm dinheiro para comer e que, portanto, não podem comprar livros, mas o que é isso comparado com uma imagem internacional credível?

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Política nacional, Sociedade com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s