Trava-língua

Os professores dispensados da prova terão de declarar que não querem fazer a prova de que foram dispensados, se quiserem reaver o dinheiro que pagaram para fazer a prova de que foram dispensados. Por sua vez, a prova que o ministro considera indispensável é tão dispensável como o ministro.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Educação com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Trava-língua

  1. Gervásio Pina diz:

    Bem visto! Só não vê as evidências quem se julga por cima da carne seca por causa de um acordo cobarde feito por sindicatos alinhados com o governo… Esperem pelas consequências!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s