Como caluniar um primeiro-ministro

Ferreira Fernandes explica que o Fernando Moreira de Sá, cuja tese tem agitado o mundo da comunicação social, contribuiu para caluniar “adversários”, entre outras aleivosias. Efectivamente o Fernando não se pode furtar a essa acusação, pois confessa ter participado numa corrente de falsos elogios a Sócrates num Fórum da TSF, em 2011.

Na verdade, qualquer elogio relativo a Sócrates só pode ser uma calúnia. Imagine-se, por exemplo, dizer que Sócrates era um homem sério ou que era um primeiro-ministro preocupado com a Educação! Haverá calúnia maior? Não haverá.

Espero que o Fernando Moreira de Sá tenha aprendido a lição e que pare de caluniar também Passos Coelho. Há mínimos, que diabo!

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Blogosfera, Humor, Jornalismo, Política nacional com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s