Reforma do Estado

O Filipe Caetano nota, e muito a propósito, que a proposta de reforma do Estado vem “com letra grande e muitos espaços.” Faz lembrar, digo eu, os trabalhos dos alunos preguiçosos que tentam aumentar o número de páginas, acreditando que a quantidade disfarçará a qualidade.

De resto, sinto-me reduzido à minha insignificância, quando, no princípio da introdução, recebo esta informação surpreendente: “A crise portuguesa de 2011 teve causas e, claro, teve consequências.”

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Política nacional, Sociedade com as etiquetas , . ligação permanente.

Uma resposta a Reforma do Estado

  1. joshua diz:

    Que seria de nós se no-lo não tivesse recordado isso das causas e das consequências.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s