Eu só posso ter culpa quando for grande. Até lá, posso empurrar velhinhas para a auto-estrada, sobretudo se tiver, pelo menos, notas razoáveis.

“Temos de nos esforçar para que estas situações possam ser ultrapassadas.
 Tratam-se de jovens que são na sua generalidade bons alunos e que não
 podem transportar na sua vida uma situação de culpa que os pode vir a
condicionar pela negativa”, afirmou.

Não sei se já disse que digo disparates e em que contexto. No fundo, tratam-se de opções. Não tive a sorte destes meninos: na verdade, transporto na minha vida várias situações de culpa que, felizmente, me condicionaram pela negativa.
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Educação com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s