Naturalizadamente

As declarações da senhora Ministra acerca da Matemática (aqui) já foram comentadas com a celeridade e a qualidade do costume (Paulo Guinote, Ramiro Marques  e Rui Correia), mas não consigo resistir à tentação do disparate.

Segundo a senhora Ministra, “naturalizamos demais as incapacidades dos nossos alunos em matérias como a Matemática”. Tem a senhora muita razão: já bem basta termos naturalizado o Deco e o Pepe, com o Liedson a caminho! Entretanto, não consigo considerar natural que alguém com formação superior possa considerar natural substituir a expressão “achamos natural” por “naturalizamos”.

Ora, se se naturaliza, também se desnaturaliza, pelo que é lógico que a mesma senhora afirme que “Este processo de desnaturalização dos maus resultados tem de envolver todos, até os meios de comunicação, até as telenovelas, até os anúncios. Devíamos ter uma espécie de campanha que chamasse a atenção para várias coisas”. O factor principal está, portanto, na comunicação, na publicidade, no marketing. Já imagino que a próxima professora de Matemática dos Morangos vai ser uma boazona com um grande par de equações ou que se possam ver imagens de Arquimedes a resolver exercícios numa praia do Mediterrâneo, deixando ver uns abdominais perfeitos. Desse modo, desnaturalizava-se naturalmente.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

Uma resposta a Naturalizadamente

  1. Ainda não tinha tido tempo de aqui vir cumprimentar-me. Como é que fazes isso de mandar para o mail, hã?
    bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s